domingo, 26 de setembro de 2010

O abraço certo


Sábio é quem disse que o difícil é sair da universidade!

Acordei cedo, ansiosa. Aguardava Paulo trazer a máquina da UFMA para tirar fotos de uma das pautas do jornal Arrocha.

Meu destino? "A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias".

Lá fui eu, a pé. Aliviada (Paulo veio...).

Foi uma caminhada só. O sol? Uma benção!

Cheguei 5 minutos atrasada e o pessoal já cogitava um esquecimento provocado pela bebedeira do dia anterior. Engano!

Fomos recebidos por um bispo muito simpático, ainda jovem e de traços conhecidos. Logo descobri que é irmão de um amigo, o Mário.

E foi ele quem apareceu. Mário como sempre simpático nos recebeu muito bem e nos conduziu pelos organizados corredores do templo.

Fotos tiradas. Satisfação profissional? Talvez.

Mas voltei feliz, completa. Apesar do sol de meio dia e do pesado material que trazia na bolsa. Culpa de Mário! Vim pensando em nossa amizade desde o início do curso. Sempre muito atento. Sempre presente. Lembrei momentos em que ele esteve ao meu lado, do seu jeito sempre calmo e seus abraços acolhedores. Ele não é daqueles que sai abraçando a todos e nem a toda hora, é um rapaz reservado, centrado. Abraça-me então nas horas certas, as que mais preciso. Mário é desses que tem o dom de com um abraço e palavras carinhosas nos salvar de um barco em meio à tempestade.

Digo sincera que não recordo nesses três anos um só dia em que Mário olhasse com cara ruim, em que gritasse, em que tratasse alguém mal. É, sair da universidade, definitivamente, é complicado, trabalhoso, às vezes, doloroso. Seja pelo tempo e energia que nos suga, seja pelos amigos que deixamos temerosos por caminhos que não mais se cruzem.

Pensei contente com a paz que só este meu amigo tão especial traz e, para não deixar de ser humana, com uma ponta de inveja desta calma, que o mundo seria tão melhor não se todos fossem como o Mário, mas se todos tivessem alguém como ele em sua vida – Um anjo!





-Aniversário da Giza -
Leide, Mardomi, Jozeza,
Marília, Giza, Thays, Rodrigo, Mário,
Nayane e eu!


3 comentários:

Presidência da Organização disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mario Alves disse...

É uma honra ler palavras tão sinceras! A admiração é extremamente recíproca.
Tua luz me deixa mais feliz. Também engrandeço com seus abraços.
Sua amizade é um dos melhores bens que adquiri nessa época de faculdade. Estou aqui sempre! Eu te amo Juliana!
(Não diz meu endereço p teu namorado, kkkk)

Alda Queiroz disse...

Pôxa, que legal! O Mário é um queriiiido =)

Faltou vc dizer que enquanto caminhava sob o sol fervente, eu que fui te instruindo para encontrar o tesouro na floresta.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk